Páginas

24 de out de 2011

Pesquisa: Jovens Saem da Igreja Por Ser Lugar ‘Pouco Amigável’

Pesquisadores descobriram que a grande maioria, ou 59% dos jovens cristãos abandonam a igreja de forma permanente ou durante um longo período de tempo após completar 15 anos de idade.

A pesquisa foi realizada pelo Grupo Barna, revela que grande parte dos jovens vê a igreja como um lugar pouco amigável e cheio de julgamento, segundo o site Cristianos.

O estudo, que envolveu entrevistas com 1.296 jovens que são ou já foram membros de igrejas, é o resultado de um trabalho de cinco anos reunido no livro “You Lost Me: Why Young Christians are Leaving Church and Rethinking Faith” (Por que os jovens cristãos estão abandonando a Igreja e repensando a fé, em português), escrito pelo atual presidente do Grupo Barna, David Kinnaman.

Os resultados da enquete mostram também que na faixa dos 18 a 29 anos os jovens acreditam que “os Cristãos demonizam tudo que está fora da igreja”; e um terço deles simplesmente acha que “ir à igreja é chato”.

Um dos fatores que vem colaborando para o distanciamento entre os jovens e a igreja é o confronto entre as expectativas religiosas e a experiência sexual dos jovens. Um em cada seis jovens Cristãos afirmam que “cometeram erros e sentiram-se julgados pela igreja por causa deles”.

Enquanto isso, entre os entrevistados católicos, 40% dos jovens entre 18 e 29 anos acreditam que a doutrina de sua igreja em relação à sexualidade e ao controle de natalidade estão “desatualizados”.

Entre os principais fatores que distanciam os jovens da igreja, foram identificados: a atitude superprotetora e exclusivista da igreja, o fato de oferecer uma experiência cristã superficial, visão antagônica à ciência, um lugar em que o sexo é tratado de maneira errada, a não valorização de outros tipos de fé e espiritualidade e a hostilidade que a igreja trata quem não crê no que ela ensina.

De acordo com o site Cristianos, Kinnaman classifica essa evasão dos jovens da igreja como um problema que requer providências urgentes, já que normalmente os jovens saem de casa cedo, vão para a faculdade ou começam logo a trabalhar, casam e têm filhos antes dos 30 anos.

Segundo Kinnarman, as igrejas não estão preparadas para lidar com o ‘novo padrão’ vigente no mundo. “No entanto, o mundo está mudando de maneira significativa, como um acesso cada vez maior ao mundo e a diversas ideologias, em especial por conta da tecnologia, fazendo crescer seu ceticismo em relação a figuras externas de autoridade, incluindo o cristianismo e a Bíblia”, conclui.

Fonte: www.christianpost.com.

Continue lendo >>

Vídeo ‘Pastor Silas Malafaia Manda Fiéis Agredirem Gay’ Circula na Internet


Um video intitulado “Pastor Silas Malafaia manda fiéis agredirem gay” passou a circular em diversos sites na última  terça-feira 18/10.

O vídeo, claramente editado, relaciona uma declaração do pastor Silas Malafaia, líder da Associação Vitória em Cristo, sobre a parada gay em São Paulo com homossexuais que sofreram agressões na capital paulista.
Malafaia se defendeu do ataque dizendo no site Verdade Gospel, pertencente à sua organização:


“Tiraram uma palavra de um contexto geral. Desta vez, manipularam um vídeo para tentarem insinuar que eu mandei bater nos homossexuais, sendo que o contexto correto da minha palavra era para a Igreja Católica não se calar diante do que fizeram na Parada Gay em São Paulo, ao ridicularizarem os católicos”, diz a matéria.

O líder afirmou ainda: “mais uma vez o movimento gay se utiliza do que há mais baixo, ridículo e mentiroso para tentar me incriminar”.

No vídeo, depois de um trecho do programa em que Malafaia fala, aparece parte de uma reportagem da Band, em que homossexuais agredidos nas ruas de São Paulo são entrevistados.

Malafaia atribui o vídeo ao ativismo gay. “Como lhe é peculiar, o movimento dos homossexuais só se utiliza de mentiras, calúnias e difamações para tentarem conseguir alguma coisa”.

O líder religioso termina dizendo que os homossexuais são os reais incentivadores do ódio e da intolerância, com esse ataque explícito à sua pessoa.

fonte: www.christianpost.com

Continue lendo >>

Fim do Mundo de Harold Camping Falhou

O líder religioso e presidente da Family Radio Harold Camping mais uma vez viu suas previsões sobre o fim do mundo falharem.
Sexta-feira (21), mais precisamente às 8h00 da noite, haveria o fim do mundo, mas isso não aconteceu, mostrando mais uma vez que os cálculos matemáticos de Camping estavam errados.
Camping e a Family Radio ainda não se pronunciaram sobre isso, mas no Twitter a rashtag #jaqueomundonãoacabou ganhou status de trending topic.
Milhares de internautas postaram no microblog frases que descreviam o que fariam agora, que o mundo não acabou.
“#jaqueomundonaoacabou, eu vou comprar uma camiseta com a estampa "Fim do mundo em 2011: eu fui", RenatoSousaJR postou.
“#JaQueOMundoNaoAcabou não perca mais tempo e relacione-se com Deus!!!”, escreveu JoaoLTannure.
Outros mostraram alívio por poder fazer a prova do ENEM. Andre_Kapalbo postou: “#JaQueOMundoNaoAcabou ... Eu ainda vou prestar a prova do #ENEM”.
Camping havia argumentado que Deus teria usado a data para alertar o mundo a respeito do seu plano de salvação. De acordo com eles, o mundo está sob julgamento desde maio, exceto pelos eleitos e os verdadeiros crentes. Ele reiterou, em seus pronunciamentos na rádio, que a “Ira de Deus” se concretizaria em 21 de outubro.
Observadores e críticos afirmam juntos que o que realmente aconteceu em 21 de maio foi que Camping provou ser um estudioso da Bíblia falho, pois os ensinamentos cristãos afirmam que a data não pode ser conhecida.
Na tentativa de explicar o fracasso da previsão de 21 de maio, Camping alegou que todos os crentes verdadeiros se tonaram eternamente seguros com Deus no céu e quem não se salvou até essa data, não poderia mais fazê-lo.
O líder prometeu que em vez de ter uma “destruição horrível”, os pecadores arrependidos agora poderiam esperar para ter uma morte silenciosa para a condenação eterna.
fonte: www.christianpost.com.

Continue lendo >>

Ex-garota de programa diz que atendia padres e pastores

Vanessa de Oliveira conta em seu livro "Reunião de Bruxas – O Livre Arbítrio é Sagrado" que após começar atender padres e pastores sua crise de consciência, por ser garota de programa, começou a ser resolvida.



Na biografia, Vanessa conta que no começo dos cincos anos em que foi garota de programa teve crise de consciência - achava que aquele pecado a levaria para o inferno. “Eu rezava para mim quando fazia os programas com meus clientes, me convencia de que era só o meu corpo que estava ali.”

A crise de consciência de Vanessa começou a ser resolvida quando passou a ter como clientes padres e pastores evangélicos. “Fiz vários programas [com eles]”, disse ao jornal Meia Hora, do Rio. Mas nem por isso eles eram pessoas ruins.” Afirma, “Muitos líderes religiosos não têm conduta exemplar. Eles sentem o chamado de Deus e fazem os votos. Mas não têm experiência sexual e necessitam de sexo. Lá dentro da igreja, eles veem que o celibatário é uma bobagem. O mais importante é o trabalho na igreja, não se eles fazem sexo. Muitos acabam contratando garotas de programa”, completa.

Vanessa de Oliveira escreveu seu sexto livro "Reunião de Bruxas – O Livre Arbítrio é Sagrado"
Ela afirmou ser um engano achar que as pessoas que vivem do sexo são alienadas espiritualmente. “Garotas de programas também acreditam em Deus. Já procurei a igreja, mas todas as vezes que fui, a porta estava fechada, porque passava das 18h. O que me trouxe alívio foi o livro de espiritismo de Allan Kardec", lembra.


Fonte: Paulopes|Pátio Gospel Noticias

Continue lendo >>