Páginas

11 de jun de 2011

Globo fará cobertura da Marcha para Jesus em São Paulo


O pastor Jarbes de Alencar, um dos organizadores da Marcha para Jesus, em São Paulo, anunciou, durante um café da manha no Conselho de Pastores do Estado de São Paulo (CPESP) que a Rede Globo de Televisão estará fazendo a cobertura da Marcha para Jesus de São Paulo.
A informação causou espanto, uma vez que a emissora é conhecida por resistir aos evangélicos.
“Estamos com uma porta aberta diretamente com o dono da rede Globo, isso é algo forte. Quem me conhece sabe que há 20 anos eu profetizo isso e em breve os pastores estarão no “plim plim”. Deus sabe como fazer isso acontecer, o próprio dono da Globo já afirmou que esta trabalhando para quebrar a resistência aos evangélicos” disse o pastor Jarbes.
Essa será a 19ª edição da Marcha para Jesus na capital paulista. O evento é organizado pela Igreja Renascerem Cristo e conta com a participação de diversas denominações, como por exemplo, a Assembleia de Deus do Bom Retiro, liderada pelo pastor Jarbes.
O evento acontece no dia 23 de junho a partir das 10 horas.
Para esta festa estão confirmados os cantores André Valadão, David Sacer, Soraya Moraes, Mariana Valadão, Chris Durán, Renascer Praise, Brenda dos Santos, Cassiane, Dj Alpiste e muitos outros.
A expectativa dos organizadores é que mais de 3 milhões de pessoas participem desta festa.

Fonte: Gospel Prime

Continue lendo >>

Médicos cristãos se reúnem em conferência para analisar a cura divina


Nos dias 11 e 12 junho acontecerá na cidade de Brisbane, Austrália, a 8ª Conferência Internacional de Espiritualidade e Medicina, evento que reune médicos cristãos e profissioanis de saúde de diversos países do mundo.
De acordo com Dan Wooding, fundador da Assist Ministerios, os médicos presentes vão analisar estudos de casos reais de milagres apresentados por vários médicos que tem o objetivo de provar que existe cura divina.
O evento é promovido pela Rede de Médicos do Mundo Cristão (WCDN – sigla em inglês), uma organização interdenominacional composta por profissionais médicos e cristãos de todo o mundo que acreditam na cura divina.
“WCDN quer motivar os profissionais médicos cristãos a refletirem o amor de Jesus Cristo e serem testemunhas dEle também na área profissional”, explicou um porta-voz da organização.
Segundo informações do porta-voz dois terços das escolas médicas dos EUA, como Harvard e Johns Hopkins, oferecem cursos sobre a espiritualidade e a fé em seus currículos, principalmente porque os pacientes estão exigindo um cuidado mais espiritual.
Ele também lembra que uma sondagem da revista NewsWeek apontou que 84% dos americanos disseram que acreditam e oram para que os outros possam ter um efeito positivo sobre a sua recuperação.
Nessa linha de pensamento, um grupo de cristãos médicos começou o WCDN para tratar de questões sobre a espiritualidade no contexto dos médicos cristãos, com a sua principal intenção de influenciar e equipar esses profissionais, partilhando a bondade de Cristo sob a forma de proclamar o evangelho, principalmente através do ministério de cura.
Como em todas as suas conferências internacionais, as profissões médicas vão estar à procura de casos de cura divina com comprovação científica. Muitos deles estarão fazendo apresentações e, posteriormente, seus colegas serão então capazes de questioná-los sobre a verificação do milagre.

Fonte: Gospel Prime

Continue lendo >>

Pastora que já deu grande testemunho lança igreja gay

A Comunidade Evangélica Cidade Refúgio é a mais nova igreja que apóia o casamento entre homossexuais do Estado de São Paulo, fundada pela missionaria Lanna Holder a igreja diz dar-lhes um local para que possam adorar a Deus sem serem apontados ou acusados por outras pessoas.


As dirigentes da igreja já possuem uma sede em Portugal e pretendem inaugurar futuramente novas igrejas nos Estados Unidos e em outros países da Europa. Outro diferencial da igreja é a ong Mãos em Ação, que pretende dar auxilio a pessoas que sofrem ou sofreram todo tipo de trauma, seja de ordem psíquica, física, mental e emocional consequência de maus tratos, rejeição, agressões físicas ou verbais e até ações de cunho homofóbico devido a sua sexualidade.

Histórico

Lanna Holder foi sucesso no meio pentecostal na década de 90 e início dos anos 2.000. Ela surgiu dando testemunho de ex-drogada e ex-lésbica, juntamente com o seu carisma foram o sucesso dos Gideões de Camboriu. No testemunho ela conta que no dia 12 de dezembro de 1995 largou todas as práticas homossexuais.

Em 2002 notícias davam conta de que Lanna se envolvera com a dirigente do louvor da World Revival Church – Assembléia de Deus de Boston, nos Estados Unidos, e estava mantendo um relacionamento homossexual. O incidente se transformou em um choque para muita gente, sobretudo as multidões que lotavam os eventos onde ela pregava e consumia as fitas e vídeos com suas mensagens.  

Em 2007 ela garante que, dos tempos dourados, nada lhe restou. O casamento com o também missionário Samuel Davi de Souza acabou. O dinheiro também. Sobraram apenas dívidas. E muitas.

Gospel Mais, Genizah|Pátio Gospel Noticias

Continue lendo >>

Dilema de Junho: É correto comemorar festa junina?

Existe no decorrer do ano, diversas datas que são definidas como feriado, seja, municipal, estadual ou nacional. Quando chegam comemorações religiosas como a festa junina sempre surge a dúvida para os evangélicos: “É correto fazer comemorações?”


Os festejos fazem parte de um ciclo festivo que passou a ser conhecido como festas juninas, homenageia santos reverenciados pela Igreja Católica: Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo. Se pesquisarmos a origem dessas festividades, perceberemos que elas remontam a um tempo muito antigo, anterior ao surgimento da era cristã.


De acordo com o livro O Ramo de Ouro, de James George Frazer, o mês de junho, tempo do solstício de verão, dia 21 ou 22 de junho, o Sol, ao meio-dia, atinge seu ponto mais alto no céu no Hemisfério Norte, época do ano em que diversos povos - celtas, bretões, bascos, sardenhos, egípcios, persas, sírios, sumérios - faziam rituais de invocação de fertilidade para estimular o crescimento da vegetação, promover a fartura nas colheitas e trazer chuvas.

Esses rituais perduraram através dos tempos. Na era cristã, mesmo que fossem considerados pagãos, não era mais possível acabar com eles. Segundo Frazer, é por esse motivo que a Igreja Católica, em vez de condená-los, os adapta às comemorações do dia de São João, que teria nascido em 24 de junho, dia do solstício.

Para Eliomar Mazoco, presidente da Comissão Espírito-Santense de Folclore a comemoração não é religiosa. “É preciso separar o folclore da religião, todos os homens possuem hábitos, cada região tem a sua cultura popular, são manifestações do cotidiano”, afirma Eliomar, ressaltando que existem várias explicações para elucidar as origens das festas juninas e nenhuma é comprovada.

Segundo pastor Erasmo Vieira, da Igreja Batista Morada de Camburi, este assunto deve ser analisado sob vários aspectos. “Qualquer tipo de festa que tenha por finalidade adorar alguém é condenável”, afirma. Para o evangélico, santos são todos os que se converteram e aceitaram a Jesus Cristo como Senhor e Salvador. De acordo com o pastor a participação em festas juninas devem acontecer moderadamente, para ele os exageros podem conduzir a uma alienação. “Se for levar tudo ‘ao pé da letra’ os cristãos não deveriam participar do Natal, pois a festa foi criada para encobrir a festa pagã das saturnálias”.

Já o pastor José Vicente de Lima, da 1ª Igreja Presbiteriana de Vila Velha não concorda com a inclusão evangélica nessas comemorações “Com todo o respeito a quem queira participar, a configuração da festa muda, mas o mandamento do Senhor é o mesmo. As pessoas podem até dizer que não concordam com isso porque os tempos e os costumes são outros, mas a Bíblia é a mesma”, justifica.

Segundo José, alguns podem até participar destas festas e não se deixar dominar, mas outros acabam incorrendo em erro. “Jesus participou de festas, de casamentos sem com isso se contaminar. Há festas e festas, para não errar, o melhor seria não ir”, encerrou.

Algumas denominações utilizam as comemorações juninas como evangelização e forma de distração para os jovens. Para Ana Paula Assis que é evangélica e publicitária festas com tema caipira são válidas. “Não só concordo como já participei. Acredito que não deva ter a mesma conotação das festas juninas seculares, por se tratarem de oferendas e lembranças à determinados santos.”


Os Santos

Santo Antônio, festejado no dia 13 de junho, é o de maior devoção popular, era admirado por seus dotes de ótimo orador, pois quando pregava a palavra de Deus ela era entendida até mesmo por estrangeiros. É a ele que as moças ansiosas pedem um noivo. A prática de colocar o santo de cabeça para baixo no sereno, amarrada num esteio, ou de jogá-lo no fundo do poço até que o pedido seja atendido, por exemplo, é bastante comum entre os devotos.

João Batista é festejado no dia 24 de junho, São João ocupa papel de destaque nas festas, foi ele que deu ao mês o seu nome e é em sua homenagem que se chamam "juninas" as festas realizadas no decurso dos seus trinta dias. No Nordeste, por exemplo, essa festa é tão tradicional que no dia 23 de junho, depois do meio-dia, em algumas localidades ninguém mais trabalha. Moças, velhas, crianças e homens o fazem de oráculo nas adivinhações e festejam o seu dia com fogos de artifício, tiros e balões coloridos, além dos banhos coletivos de madrugada.

São Pedro, o apóstolo e o pescador do lago de Genezareth, é considerado o protetor das viúvas e dos pescadores, sendo festejado no dia 29 de junho com a realização de grandes procissões marítimas em várias cidades do Brasil. Em terra, os fogos e o pau-de-sebo são as principais atrações de sua festa. São Pedro, segundo a tradição católica, foi nomeado chaveiro do céu. Assim, para entrar no céu, é necessário que ele abra as portas. Também lhe é atribuída a responsabilidade de fazer chover. Quando começa a trovejar, e as crianças choram com medo, é costume acalmá-las dizendo: "É a barriga de São Pedro que está roncando" ou "ele está mudando os móveis de lugar".


Vida e Paz|Pátio Gospel Noticias

Continue lendo >>