Páginas

24 de out de 2011

Ex-garota de programa diz que atendia padres e pastores

Vanessa de Oliveira conta em seu livro "Reunião de Bruxas – O Livre Arbítrio é Sagrado" que após começar atender padres e pastores sua crise de consciência, por ser garota de programa, começou a ser resolvida.



Na biografia, Vanessa conta que no começo dos cincos anos em que foi garota de programa teve crise de consciência - achava que aquele pecado a levaria para o inferno. “Eu rezava para mim quando fazia os programas com meus clientes, me convencia de que era só o meu corpo que estava ali.”

A crise de consciência de Vanessa começou a ser resolvida quando passou a ter como clientes padres e pastores evangélicos. “Fiz vários programas [com eles]”, disse ao jornal Meia Hora, do Rio. Mas nem por isso eles eram pessoas ruins.” Afirma, “Muitos líderes religiosos não têm conduta exemplar. Eles sentem o chamado de Deus e fazem os votos. Mas não têm experiência sexual e necessitam de sexo. Lá dentro da igreja, eles veem que o celibatário é uma bobagem. O mais importante é o trabalho na igreja, não se eles fazem sexo. Muitos acabam contratando garotas de programa”, completa.

Vanessa de Oliveira escreveu seu sexto livro "Reunião de Bruxas – O Livre Arbítrio é Sagrado"
Ela afirmou ser um engano achar que as pessoas que vivem do sexo são alienadas espiritualmente. “Garotas de programas também acreditam em Deus. Já procurei a igreja, mas todas as vezes que fui, a porta estava fechada, porque passava das 18h. O que me trouxe alívio foi o livro de espiritismo de Allan Kardec", lembra.


Fonte: Paulopes|Pátio Gospel Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário