Páginas

15 de jun de 2011

Se PLC 122 for aprovada senador Magno Malta renuncia


A declaração de que abandonará o Legislativo foi feita pelo próprio senador evangélico Magno Malta (PR/ES) durante entrevista para a revista Comunhão. O Senador luta contra o Projeto de Lei - PLC 122/06 que visa tratar como crime a opinião divergente ao comportamento homoafetivo.


“Se o Projeto de Lei 122, que excita a criação de um terceiro sexo, for aprovado, com dignidade de cristão, renuncio do mandato de Senador da República” declarou o senador, para ele a nova lei cria castas e muda costumes enraizados pela própria natureza e protege a minoria. “ Não estou legislando em causa própria, mas no mais legitimo dever de defender a família estruturada, o futuro de uma geração e de forma geral a vida na sua essência divina”, afirma.

Magno Malta também promete interpelar judicialmente o deputado federal Jean Willis (PSOL/RJ) “Ele tem declarado para a imprensa que sou de má fé ao relacionar homossexualismo com pedofilia. Nunca afirmei tal comparação. Pelo contrário, defendi o Vaticano mostrando a realidade dos fatos como comportamentos distintos e sem relação na grande maioria das vezes”, revelou Magno Malta
.
“Nunca afirmei tal relação. De minha boca não saiu tal declaração. Eu respeito à opção sexual de cada cidadão. No meu partido, temos o vereador Moacir Sélia, o Moa, um travesti de muito respeito. Fizemos campanha juntos, lado a lado. É meu amigo. Por isso, não fico calado só escutando sem agir olhando nos olhos da pessoa. É o eu vou fazer com o Deputado Jean, quero saber dele qual comprovação ele tem para afirmar que estou agindo de má fé”, concluiu Malta.

|Pátio Gospel Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário