Páginas

28 de jun de 2011

Movimento cristão quer produzir ‘filmes pornôs evangélicos’


Um movimento criado nos Estados Unidos, chamado “Sex In Christ”, tem gerado polêmica ao anunciar a produção de filmes pornográficos direcionados aos evangélicos.
A idéia, segundo os membros do movimento, é realizar “Filmes Cristãos Pornô”, que sirvam de modelo educativo. Para isso, eles criaram algumas regras, como “retratar somente casais matrimonialmente ligados em atos sexuais”.
“Isto significa que quaisquer parceiros sexuais, em uma produção pornô cristã devem ser marido e mulher, dentro e fora da tela”, afirma trecho do texto publicado no site do “Sex In Christ”.
Lá, existem ainda outras diretrizes de como os filmes seriam realizados. O principal objetivo da pornografia cristã é, segundo o movimento, permitir que casais cristãos casados possam celebrar melhor a sua sexualidade, a fim de se tornar mais íntimo entre si.
“Nós encaramos os casais assistindo estes filmes e vídeos em conjunto, utilizando-os para iniciar um diálogo franco e aberto sobre a sexualidade e as suas próprias relações sexuais e, em seguida, aplicar as técnicas ilustradas nos filmes e incorporá-las em seus próprios atos”, afirma.
Confira abaixo as regras estabelecidas para a produção desse tipo de filme:
Deve retratar só casais matrimonialmente ligados em atos sexuais. Isto significa que quaisquer parceiros sexuais, em uma produção pornô cristã devem ser marido e mulher, dentro e fora da tela. Todos os agentes devem ser casados na vida real e retratarem a vida real. E eles só devem ter relações sexuais com seus cônjuges;
Deve retratar o sexo dentro de contexto de um casamento cristão. Devem-se aparentar através das ações, comportamentos e fala dos personagens retratados que são cristãos e que levam um estilo de vida cristã, e tem um casamento no qual sua fé é o ponto principal. Isto pode ser ilustrado em uma variedade de formas, com cenas mostrando por exemplo, um jovem orando em conjunto e estudando a Bíblia e freqüentando a Igreja ou realizando funções na Igreja e outras cenas relativas a um outro casal cristão fazendo sexo fora do seu quarto;
Devem ser instrutivos. Parte da missão da pornografia cristã é o de educar crentes casados em como conseguir mais prazer sexual na intimidade de seus relacionamentos. Isso pode ser muito bem feito através da dramatização de diversas técnicas e posições sexuais, para que jovens possam aprender a incorporá-las em suas rotinas de fazer amor. Nos seus papéis na tela, os atores-crentes devem ser um modelo correto tanto em técnicas como de atitudes sexuais adequadas, portando-se de uma forma respeitosa com os órgãos uns dos outros como um sagrado dom de Deus que eles são;
Não deve haver sexo extraconjugal, a não ser que seja para ilustrar as quedas de adultério. Os casais, em uma produção pornô cristã nunca devem ter relações adúlteras, a menos que seja para demonstrar que eles e seus parceiros sofrem e são punidos pelos seus pecados;
Deve ser inspirador, centrada no reforço do matrimônio cristão e da fé cristã. Pornô cristão deve ter uma mensagem positiva. Evidentemente, a sua mensagem principal seria o de demonstrar o uso sagrado da sexualidade e sensualidade para reforçar os laços do casamento cristão. Mas em todos os outros aspectos, deverá afirmar valores cristãos na comunidade, na família, valores de fé, honestidade, caridade, e assim por diante. O filme deve demonstrar que ter uma vida sexual alegre e que satisfaça o casamento é um dos frutos de seguir o caminho da retidão;
Sem obscenidades. Embora exclamações de prazer sejam aceitáveis, como são os sons naturais nas expressões no ato sexual, Cristianismo pornô não deve conter obscenidades ou juramentos. Os participantes deverão abordar uns aos outros com amor e respeito em todas as ocasiões;
A utilização correta do pornô cristão.

Fonte: Pavablog

Continue lendo >>

Mulher é presa porque Deus “mandava” ela bater nos filhos

Uma mulher de 32 anos foi presa em flagrante pela polícia suspeita de maltratar os quatro filhos; de um mês de idade, 3 anos, 11 anos e 13 anos, no Jardim Santa Julia, em Itapecerica da Serra, Grande São Paulo na noite de sábado (25/06).

De acordo com a Polícia Militar, as crianças tinham marcas de queimaduras e hematomas pelo corpo. Foi encontrado até um cachorro morto dentro da casa, que estava muito suja.

A mulher reagiu a prisão e ficou descontrolada, segundo informou a PM. Ela teria dito que era Deus que “mandava” ela maltratar os filhos. Ainda de acordo com a corporação, ela demonstrou sinais de uma pessoa com problemas mentais.


A suspeita foi levada ao Hospital Pirajussara, na mesma região, para passar por exames. Já os filhos foram encaminhados ao Conselho Tutelar.

R7|Pátio Gospel Noticias



Continue lendo >>

Marina Silva pede para sair do PV

Apesar do bom desempenho na campanha presidencial de 2010, não deu certo, dois anos e 19,5 milhões de votos depois, Marina Silva decidiu: deixará o Partido Verde. O anúncio ocorrerá na próxima semana. A candidata quer criar um partido para concorrer novamente à Presidência nas eleições de 2014.



Marina e o PV, especialmente por meio de seu presidente, José Luiz Penna, discordaram em quase tudo nas eleições. Os problemas começaram na arrecadação de dinheiro. O vice da chapa, empresário e fundador da Natura, Guilherme Leal, centralizou os trabalhos de coleta de recursos. Os tradicionais arrecadadores do PV se incomodaram com a resistência de Leal aos métodos tradicionais de financiamento de campanhas no Brasil. Um dos dirigentes do PV conta que Marina chegou a devolver uma mala de dinheiro “não contabilizada” a um empresário paulista.


O segundo ponto de atrito entre Marina e o PV foi pela entrada de líderes evangélicos na organização política da campanha. Pastores da Assembleia de Deus, igreja de Marina, não combinava com o perfil histórico do PV. Se em sua plataforma e em seu discurso o PV era favorável à legalização da maconha, do aborto e do casamento gay, era uma clara incoerência que sua candidata à Presidência se colocasse contra essas posições.

Ao longo da campanha, Marina não abdicou dos jejuns religiosos que costuma fazer pelo menos uma vez por mês. Alguns partidários do PV consideraram os jejuns uma irresponsabilidade de Marina, em função de sua instável saúde – ainda jovem, ela foi contaminada por metais pesados e acometida por graves doenças, como malária e hepatite. Em entrevista a ÉPOCA, há um mês, ela se irritou diante de uma pergunta sobre esse tipo de crítica.

A minha vida espiritual é assim desde que me entendo por gente. Se um critério para ser do PV é abandonar minha vida espiritual, então já sei pelo que vou optar. Vivo a minha fé e visitar igrejas faz parte da minha fé. Sou missionária da Assembleia de Deus
.

O terceiro motivo para o desgaste entre Marina e o PV foi político. Apesar de ter rompido com o PT, Marina mantém uma relação com o ex-presidente Lula. Suas recusas em criticar Lula publicamente durante a campanha provocaram estremecimentos entre a candidata e Guilherme Leal.


Maior terceiro lugar dos últimos tempos

Apesar das divergências a resultado da eleição confirmou que Marina é, ao menos em votos, o maior terceiro lugar que o país já teve desde a redemocratização. “Não houve nenhuma sinalização do PV de que os compromissos com ela serão cumpridos, então não há condições de que ela permaneça filiada”, afirma João Paulo Capobianco, coordenador da campanha de Marina. Ele a acompanhará na desfiliação, ao lado de outras lideranças do PV. A saída do partido não significa que Marina desistiu do sonho de ser presidente. Ela pretende criar um partido para se candidatar novamente, em 2014.

Istoé|Pátio Gospel Noticias

Continue lendo >>

Parada gay causa polêmica ao atacar igrejas

A 15ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo reuniu cerca de quatro milhões de pessoas, segundo os organizadores, na Avenida Paulista domingo, 26/06. E causou polêmica usando santos em uma campanha pelo uso de preservativos.


Em 170 cartazes distribuídos em postes por todo o trajeto, 12 modelos masculinos, representando ícones como São Sebastião e São João Batista, apareciam seminus ao lado das mensagens “nem santo te protege” e “use camisinha”.

“Nossa intenção é mostrar à sociedade que todas as pessoas, seja qual for a religião delas, precisam entrar na luta pela prevenção das doenças sexualmente transmissíveis. Aids não tem religião”, diz o presidente da Parada, Ideraldo Beltrame.

Ao eleger como tema “Amai-vos Uns Aos Outros”, a organização uniu a vontade de conclamar seguidores com a de responder a grupos religiosos. Na Marcha para Jesus, na última quinta-feira, 23, a decisão do Supremo Tribunal Federal – STF em favor da união estável homoafetiva foi atacada.

As opiniões de evangélicos dissidentes, que fundaram igrejas inclusivas e acompanham a Parada, no entanto, são variadas. “Não tinha necessidade de usar pessoas peladas para representar santos. Faz a campanha, mas não envolve as coisas de Deus”, opina a pastora lésbica Andréa Gomes, de 36 anos, da Igreja Apostólica Nova Geração. “A campanha foi mais de encontro aos ditames da Igreja Católica. Nós não temos santos”, diz o pastor José Alves, da Comunidade Cristã Nova Esperança.
“Infeliz, debochada e desrespeitosa”

O cardeal d. Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, classificou como “infeliz, debochada e desrespeitosa” a colocação de cartazes com imagens de santos católicos em postes da Avenida Paulista. Para o cardeal-arcebispo, o “uso instrumentalizado” das imagens por parte da organização do evento “ofende o sentimento da Igreja Católica”.

“A associação das imagens de santos para essas manifestações da Parada Gay, a meu ver, foi infeliz e desrespeitosa. É uma forma debochada de usar imagens de santos, que para nós merecem todo respeito”, disse d. Odilo. “Vamos refletir sobre medidas cabíveis para proteger nossos símbolos e convicções religiosas. Quem deseja ser respeitado também tem de respeitar.”

Para o cardeal, a organização da Parada Gay pregou os cartazes “provavelmente” para atingir a Igreja Católica, “porque a Igreja tem manifestado sua convicção sobre essa questão e a defende publicamente”. O cardeal também voltou a manifestar posição contrária ao slogan escolhido pela organização da Parada, “amai-vos uns aos outros” (parte de versículo do Evangelho de São João).

“Jesus recomenda: ‘amai-vos uns aos outros, como eu vos amei’. O uso de somente parte dessa recomendação, fora de contexto, em uma Parada Gay, é novamente um uso incorreto, instrumentalização da palavra de Jesus.”

 G1|Pátio Gospel Noticias

Continue lendo >>

24 de jun de 2011

Ratinho prestigia cantora gospel


Para surpresas de muitos, o apresentador Carlos Massa, mais conhecido como Ratinho (foto) está abrindo as portas para a cantora gospel Eliã Oliveira, que está lançando pela gravadora Patmos Music o CD “Trajetória de um fiel”.
Depois de conhecer o seu trabalho durante uma apresentação na Assembleia de Deus, em Curitiba, o apresentador abriu as portas de seu programa para que ela fosse conhecida nacionalmente. No programa de segunda-feira m 20, ele mostrou não só CD como falou sobre a cantora Eliã Oliveira.
Com quase 30 anos de carreira, vigésimo trabalho fonográfico gravado e dois discos de ouro, Eliã conta que a escolha do repertório para esse CD durou pouco mais de um ano. Produzido por Kleyton Martins Trajetória de um Fiel inclui 10 canções (sendo seis assinadas pela cantora) no melhor do gênero pentecostal.

Fonte: CPAD

Continue lendo >>

VENENO NATURAL CONTRA RATOS

PROTEJA SUA FAMÍLIA E OUTRAS PESSOAS NATURALMENTE, ELIMINE OS ROEDORES SEM PREJUDICAR A NATUREZA.
Para quem mora em casa ou apartamento.



Veneno ecológico para matar ratos - UTILIDADE PÚBLICA Nossos cientistas são feras mesmo!Vivendo e aprendendo.. . .'Método usado por criadores de 'pássaros.COMBATENDO OS RATOS
Mudei-me há poucos meses para o primeiro andar de um prédio e, como todo paulistano, estou sendo vítima desses indesejáveis hóspedes.. 
Pergunta daqui, pergunta dali.... uma amiga me disse que feijão triturado matava ratos, mas não detalhou. Fui pesquisar e descobri esse estudo da Universidade Federal de Pelotas (que é o link deste post).http://www.ufpel.tche.br/faem/agrociencia/v1n1/artigo2.pdf
Como fazer:
Pegue uma xícara de qualquer feijão cru (sem lavar mesmo), coloque no multiprocessador, ou liquidificador (SEM ÁGUA) e triture até virar uma farofinha bem fininha, mas sem virar totalmente pó.
Onde colocar:
Coloque em montinhos (uma colher de chá) nos cantos do chão, perto das portas, e janelas (sim eles escalam as janelas), atrás da geladeira, atrás do fogão, atrás de tuuuuuuuuudo !
O que acontece:O rato come essa farofinha, dilicia... nhami nhami... mas ele não tem como digerir o feijão (cru), porfalta de substâncias que digerem feijão cru, causando assim um envenenamento natural por fermentação.
RESUMINDO: a rataiada morre em até 3 dias.
DETALHE IMPORTANTE:
Ao contrário dos tradicionais venenos (racumim, por ex) o rato morre e não contamina animais de estimação e por sua vez morrem por terem comido o rato envenenado. E a quantidade de feijão que ele ingeriu e morreu é insuficiente para matar um cão ou gato, mesmo porque estes gostam de MATAR pra comer...mas morto eles não comem.
Se tiver crianças pequenas (bebês) ainda em período de engatinhamento, que colocam tudo na boca, não faz mal algum, pois o feijão para o ser humano, mesmo cru é digerido.
NÃO TEM CONTRA-INDICAÇÃ O

REPASSEM POR FAVOR, O MEIO AMBIENTE E A SAÚDE DE TODOS NÓS AGRADECE, VAMOS PARAR DE UTILIZAR QUÍMICOS A TODO SEGUNDO !

“Nós devemos ser a mudança que queremos ver no mundo” Gandhi 
Fonte: enviado por Email por Geovani Arcanjo

Continue lendo >>

20 de jun de 2011

Parada gay 2011 contará com evangelismo de casal de pastoras


O casal de pastoras Lanna Holder e Rosania Rocha pretende participar da Parada Gay de São Paulo, em 26 de junho. Estudantes de assuntos ligados à teologia e a questões sexuais, as mulheres encaram a Parada Gay como um movimento que deixou de lado o propósito de sua origem: o de lutar pelos direitos dos homossexuais.


“A história da Parada Gay é muito bonita, mas perdeu seu motivo original”, diz Lanna Holder. Para a pastora, há no movimento promiscuidade e uso excessivo de drogas. “A maior concepção dos homossexuais que estão fora da igreja é que, se Deus não me aceita, já estou no inferno e vou acabar com minha vida. Então ele cheira, se prostitui, se droga porque já se sente perdido. A gente quer mostrar o contrário, que eles têm algo maravilhoso para fazer da vida deles. Ser gay não é ser promíscuo.”

As duas pastoras vão se juntar a fiéis da igreja e a integrantes de outras instituições religiosas para conversar com os participantes da parada e falar sobre a união da religião e da homossexualidade. Mas Lanna diz que a evangelização só deve ocorrer no início do evento. “Durante [a parada] e no final, por causa das bebidas e drogas, as pessoas não têm condição de serem evangelizadas, então temos o intuito de evangelizar no início para que essas pessoas sejam alcançadas”, diz.

Leandro Rodrigues, de 24 anos, um dos organizadores da Parada Gay, diz que o evento “jamais perdeu o viés político ao longo dos anos”. “O fato de reunir 3 milhões de pessoas já é um ato político por si só. A parada nunca deixou de ser um ato de reivindicação pelos direitos humanos. As conquistas dos últimos anos mostram isso.”

Segundo ele, existem, de fato, alguns excessos. “Mas não é maioria que exagera nas drogas, bebidas. Isso quem faz é uma minoria, assim como acontece em outros grandes eventos. A parada é aberta, e a gente não coíbe nenhuma manifestação individual. Por isso, essas pastoras também não sofrerão nenhum tipo de reação contrária. A única coisa é que o discurso tem que ser respeitoso.”
Negação e aceitação da sexualidade

As duas mulheres, juntas há quase 9 anos, chegaram a participar de sessões de descarrego e de regressão por causa das inclinações sexuais de ambas. “Tudo que a igreja evangélica poderia fazer para mudar a minha orientação sexual foi feito”, afirma Lanna. “E nós tentamos mudar de verdade, mergulhamos na ideia”, diz Rosania. As duas eram casadas na época em que se envolveram pela primeira vez.

“Sempre que se fala em homossexualidade na religião, fala-se de inferno. Ou seja, você tem duas opções: ou deixa de ser gay ou deixa de ser gay, porque senão você vai para o inferno. E ninguém quer ir para lá”, diz Lanna.


Igreja Cidade de Refúgio

Segundo as duas mulheres, após a aceitação, surgiu a ideia de fundar uma igreja inclusiva, que aceita as pessoas com histórias semelhantes as delas. “Nosso objetivo é o de acolher aqueles que durante tanto tempo sofreram preconceito, foram excluídos e colocados à margem da sociedade, sejam homossexuais, transexuais, simpatizantes”, diz Lanna.

Assim, a Comunidade Cidade de Refúgio foi inaugurada no dia 3 de junho na Avenida São João, no Centro de São Paulo. Segundo as pastoras, em menos de 2 semanas o número aumentou de 20 fiéis para quase 50. Mas o casal ressalta que o local não é exclusivo para homossexuais. “Nós recebemos fiéis heterossexuais também, inclusive famílias”, diz Rosania.

Apesar do aumento de fiéis, as duas não deixaram de destacar as retaliações que têm recebido de outras igrejas através de e-mails, telefonemas e programas de rádio e televisão. “A gente não se espanta, pois desde quando eu e a pastora Rosania tivemos o nosso envolvimento inicial, em vez de essa estrutura chamada igreja nos ajudar, foi onde fomos mais apontadas e julgadas. Mas não estamos preocupadas, não. Viemos preparadas para isso”, afirma Lanna.

G1|Pátio Gospel Noticias

Continue lendo >>

15 de jun de 2011

SE É GOSPEL PODE...

Acordei esta manhã e fiz minha prece gospel, liguei o som e botei um cd de punk-rock gospel enquanto colocava minha vestimenta gospel. Então saí para dar um rolê gospel.

Na banca de jornal comprei uma revista de fofocas gospel, e fui lendo enquanto viajava de ônibus até o centro da cidade, onde teria uma "parada" gospel com uns amigos skatistas. Parei de ler quando reparei em uma mina gospel, muito gatinha, de calça e mini-blusa gospel. Comecei ali mesmo no buzão uma paquera gospel e perguntei à brotinha gospel se queria ficar comigo. Ela, como "ficante" gospel topou. Convidei-a então para
tomarmos um drink gospel em um barzinho gospel super badalado que conheço.
Depois fomos a um cinema gospel, onde no escurinho podia então dar uns amassos gospel nela. Mão gospel boba pra cá, mão gospel boba pra lá, estávamos a mil. Então depois do cine resolvemos ir até uma balada gospel descarregar nossa adrenalina toda em uma danceteria gospel.
Yeah! Demais!
Escureceu e não deixei ela ir pra casa. Convenci-a que sendo eu um cara gospel, não iria só "ficar" com ela, mas que logo-logo assumiria um namoro gospel. E com base nessa promessa a convenci a esticarmos nosso programa gospel, levando-a até um hotel gospel onde fizemos um amorzinho gospel.
A Acompanhei depois até em casa, e ela me convidou para entrar. Conheci seus pais, crentes liberais, não muito gospel, mas gente-fina! Subimos até o seu quarto pois ela queria me mostrar seu cantinho gospel. Notei nas paredes pôsteres de seus artistas gospel preferidos e ela mostrou-me sua coleção de cds de reggae gospel, rap gospel e música eletrônica gospel. Enquanto ela foi até o banheiro, dei uma lida em seu diário gospel e vi que ela registrava todas as suas aventuras gospel com os carinhas gospel que conhecia. Fiquei imaginando que o meu nome e o que eu fizesse, preencheria as próximas páginas daquele caderno gospel.
Ficamos conversando até tarde e ela convidou-me a dormir na casa dela. Liguei pra minha mãe para avisar e ela embaçou na minha, porque não é gospel, é crente caretona. Gastei saliva para conseguir sua aprovação, garantindo que a noite seria completamente gospel e tranqüilizei-a. Trancamos a porta do quarto, acendemos um baseado gospel, curtimos uma viagem gospel em nossos delírios e depois fomos dormir, ela de roupa íntima gospel e eu, uma vez que não tinha outra roupa na mochila, fui pra cama só de cuecão gospel mesmo. De madrugada acordei e vomitei um pouco, o que, despertou-a . Então ligamos o chuveiro e tomamos um banho gospel quentinho. Carícia gospel pra cá, carícia gospel pra lá, não preciso dizer que acabamos fazendo um "sexozinho" gospel novamente. Que delícia!
Adoro esse negócio de ser gospel. Coitados dos meus pais crentes e de meu irmão evangélico mais velho… na época deles não existia ainda esse estilo de vida gospel com total liberdade. Faço o que quero, sem problemas, afinal se é gospel pode!
De fim-de-semana, enquanto meus pais vão na igreja, eu vou pro "louvorzão" e aos points gospel com meus gospel friends. Cada um na sua!
Minha mina é gospel, meus programas, o que compro, o que consumo, tudo é gospel, logo, não estou pecando certo? Afinal de contas eu sou jovem e tenho que aproveitar a vida! Essa é a introdução do conto “Fred & Edmundo” do autor: Ricardo Miranda.
Bom, o que mais me chamou a atenção neste conto foi mesmo o “se é gospel pode!”, e então me perguntei o que é o tal “gospel”, porque na verdade hoje em dia é muito comum as pessoas dizerem que é gospel, mas será que vive mesmo a palavra?!
Pessoal não devemos nos esquecer de que “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” 1Coríntios 6.12
Devemos tomar cuidado com o modo que vemos as coisas hoje em dia, porque da pra curtir a vida com princípios, tenho certeza. Afinal a palavra gospel significa: a junção destas duas contrações God + spell = Gospel significa "evangelho" "boa nova", ou seja ser gospel é pregar o evangelho, levar a boa nova, e não confundir liberdade com libertinagem.
Um bom final de semana gospel pra vocês, no sentido literal da palavra!!! Hahaha
Autor: Suylla.
Fonte: Somos Vivos



Continue lendo >>

REDE GLOBO GOSPEL???

Promessa: Rede Globo produzirá festival de música gospel Com a clara estratégia de fazer frente à Rede Record e conquistar a uma fatia do tão cobiçado público evangélico, a Rede Globo resolveu investir em um festival gospel que acontecerá no final do ano no Rio de Janeiro.

 Amauri Soares, diretor de eventos e projetos especiais da emissora é o idealizador do evento que se chamará ‘Promessa’.
Nele se apresentarão os campeões de vendagem da gravadora da Globo como Ana Paula ValadãoDiante do Trono. O grupo é um dos carros chefes em vendas da gravadora, superando artistasseculares de renome.
Os outros artistas a se apresentarem ainda não foram divulgados mas pode-se adiantar que este é um projeto revolucionário, como nunca se viu antes na televisão brasileira. As informações são de Lauro Jardim, colunista da revista Veja, no Radar Online.

Fonte: Gospel Prime

TAG:  REDE GLOBO GOSPEL???

Continue lendo >>

Pastor que anunciou fim do mundo sofre derrame


O pastor Harold Camping (foto), 89, que previu o fim do mundo para o mês passado, sofreu um derrame na quinta-feira (9) à noite e teve de ser internado às pressas.
 Aparentemente, ele não corre risco de morte, mas uma pessoa que o visitou no hospital disse que a sua fala foi “afetada”.
“Ele está falando arrastado.” A família do pastor prometeu divulgar uma nota sobre o estado de saúde dele.
Camping é dono do grupo Family Radio, que possui 65 emissoras nos Estados Unidos e representantes em vários países, incluindo o Brasil. Ele previu o fim de mundo para 21 de maio deste. O pastor distribuiu em algumas cidades outdoors com alerta sobre o Juízo Final, gastando milhões de dólares, mas também arrecadando outros milhões.
Houve fiéis que, na certeza de que seriam arrebatados por Jesus, abandonaram emprego e venderam tudo que tinham. Um brasileiro viajou dias antes para Nova Iorque porque, segundo ele, lá encontraria Jesus.
Essa foi a segunda vez que Camping anunciou o fim do mundo. Na primeira, ele disse que os tempos se esgotariam em 6 de setembro de 1994.
Desta vez, Camping foi alvo de chacotas, sobretudo de ateus militantes, criando constrangimentos a líderes religiosos, que acusaram o pastor de ser falso profeta. Um vídeo ateísta comemorou o arrebatamento porque o mundo ficaria melhor com o sumiço de milhões de crentes.
Camping não pediu desculpas aos féis porque, disse, errou a data do apocalipse. Após ter refeito seus cálculos, anunciou que o fim do mundo será na verdade no dia 21 de outubro de 2011.
Um grupo de evangélicos ofereceu US$ 1 milhão pelas emissoras da Family Radio com o argumento de que para Camping seria um ganho, ao menos no curto prazo, considerando que nada mais vai existir a partir de outubro.
O pastor recusou a proposta.
Fonte Christian Post

Continue lendo >>

Cantora gospel vende seus CDs de forma inusitada

Um engarrafamento em uma rodovia e o que acontece? Em muitas rodovias nada de anormal, mas na BR 267  rodovia que corta os estados brasileiros de Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul, mas no quilômetro 155, acontece.


E lá que a cantora gospel Leu Lopes aproveita o engarrafamento gerado por uma reforma para vender seus CDs  que tem o título de  “Páginas da Vitória”, é vendido a R$ 10.
Segundo a cantora, conseguir o espaço em uma grande gravadora e poder ter suas músicas em uma rádio é muito difícil. Mas, ao ver que os motoristas constantemente tinham de parar no quilômetro 155, ela percebeu a oportunidade que tinha de vender seus CDs, divulgar seu trabalho e também evangelizar.
Leu informou que os custos de produção do CD foram de aproximadamente R$ 10 mil reais. Das duas mil cópias produzidas, 1500 já foram vendidas pela cantora, que tenta recuperar seu investimento.
A cantora é membro da igreja Assembléia de Deus e com grande carisma apresenta seu álbum durante os 20 minutos de paralisação da rodovia. Pessoas de diversas partes do país acessam a rodovia, o que torna o ambiente propício para que Leu faça sua divulgação.
Confira abaixo um vídeo com música de Leu Lopes
Fonte Gospel +, com redação MG


Continue lendo >>

Frente Evangélica apóia novo projeto de lei

Agência Senado

A Frente Parlamentar Evangélica anunciou que vai apoiar o projeto de lei 6418/2005, de autoria do Senador Paulo Paim (PT-RS) e confirmou que o PLC 122, de relatoria de Marta Suplicy, continuará sendo vetado pela Frente Evangélica em todas as comissões, mesmo depois do acordo feito entre a senadora e o senador evangélico Marcelo Crivella que mudou a proposta para fazê-la andar.



O PL 6418 está aguardando parecer na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara sob relatoria da deputada federal Janete Rocha Pietá (PT-SP) mas já tem orientação do líder da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos, para que todos seus membros votem a favor dele (são 80 parlamentares). A diferença básica entre este e o PLC 122 é que o projeto de Paulo Paim não penaliza o discurso religioso no texto, ao contrário, ele o protege.

O texto do PL 6418 pune discriminação por orientação sexual no ambiente de trabalho, repartições públicas e comerciais ou quem incentiva práticas discriminatórias e, ainda, tipifica violência motivada por orientação sexual (entre outras) e criminaliza associações de pessoas que incitem violência como os grupos neonazistas. Além de proibir qualquer referência ao nazismo lei parecida com essa existe na França. Como o PLC 122 é constantemente barrado pelos deputados evangélicos, há chances do gabinete de Marta e a ABGLT desistirem de sua tramitação e passarem a apoiar o 6418. Mas as discussões em torno desta possibilidade apenas começaram.

Confira o texto do projeto::

   " PL 6418
    CAPÍTULO I
    DA DISPOSIÇÃO PRELIMINAR
    Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação e preconceito de RAÇA, COR, RELIGIÃO, ORIENTAÇÃO SEXUAL, descendência ou origem nacional ou étnica.
    Parágrafo único: Para efeito desta Lei, entende-se por discriminação toda distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada em raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica que tenha por objeto ou resultado anular ou restringir o reconhecimento, gozo ou exercício em igualdade de condições de direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural ou em qualquer outro campo da vida pública.

    CAPÍTULO II
    DOS CRIMES EM ESPÉCIE
    Discriminação resultante de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.

    Art. 2º. Negar, impedir, interromper, restringir ou dificultar por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica o reconhecimento, gozo ou exercício de direito assegurado a outra pessoa.

    Pena – reclusão, de um a três anos.
    § 1° No mesmo crime incorre quem pratica, difunde, induz ou incita a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica ou injuria alguém, ofendendo-lhe dignidade e o decoro, com a utilização de elementos referentes à raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.

    Aumento da pena
    § 2º. A PENA AUMENTA-SE DE UM TERÇO SE A DISCRIMINAÇÃO É PRATICADA:
    I – contra menor de dezoito anos;
    II – por funcionário público no exercício de suas funções ou a pretexto de exercê-las;
    III – através da fabricação, comercialização, distribuição, veiculação de símbolo, emblema, ornamento, propaganda ou publicação de qualquer natureza que negue o holocausto ou utilize a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo;
    IV – ATRAVÉS DE MEIO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, PUBLICAÇÕES DE QUALQUER NATUREZA E REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES – INTERNET;
    IV – contra o direito ao lazer, à cultura, à moradia, à educação e à saúde;
    V – contra a liberdade do consumo de bens e serviços;
    VI – contra o direito de imagem;
    VII – contra o direito de locomoção;
    VIII – com a articulação de discriminação, baseada em gênero, contra a mulher.

    Violência resultante de discriminação raça, cor, religião, orientação
    sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.

    §3°. A pena aumenta-se da metade se a discriminação consiste na prática de:
    I – lesões corporais (art. 129, caput, do Código Penal);
    II – maus tratos (art. 136, caput, do Código Penal);
    III – ameaça (art. 147 do Código Penal);
    IV – abuso de autoridade (arts. 3º e 4º da Lei nº 4.898, de 09 de dezembro de 1965).

    Homicídio qualificado, tortura, lesões corporais de natureza grave e lesão corporal seguida de morte

    §4º Se o homicídio é praticado por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica aplica-se a pena prevista no art. 121, §2º do Código Penal, sem prejuízo da competência do tribunal do júri.
    § 5° Se a tortura é praticada pelos motivos descritos no parágrafo anterior, aplica-se a pena prevista no artigo 1° da Lei nº9.455/97.
    § 6° Em caso de lesão corporal de natureza grave, gravíssima e lesão corporal seguida de morte, motivadas pelas razões descritas no parágrafo 3° aplicam-se, respectivamente, as penas previstas no art. 129, §§ 1º, 2º e 3º do Código Penal, aumentadas de um terço.

    Discriminação no mercado de trabalho

    Art. 3° Deixar de contratar alguém ou dificultar sua contratação por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.

    Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.
    § 1º A pena aumenta-se de um terço se a discriminação se dá no acesso a cargos, funções e contratos da Administração Pública.
    § 2º Nas mesmas penas incorre quem, durante o contrato de trabalho ou relação funcional, discrimina alguém por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.

    Atentado contra a identidade étnica, religiosa ou regional

    Art. 4º Atentar contra as manifestações culturais de reconhecido valor étnico, religioso ou regional, por motivo de preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica.

    Pena – reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa.

    Associação criminosa
    Art. 5º Associarem-se 3 (três) ou mais pessoas, sob denominação própria ou não, com o fim de cometer algum dos crimes previstos nesta Lei:

    Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos.

    Parágrafo único. Nas mesmas penas incorre quem financia ou de qualquer modo presta assistência à associação criminosa.

    Discriminação Culposa
    Art. 6° Se a discriminação é culposa:
    Pena- detenção de seis meses a um ano.
    Parágrafo único: Na discriminação culposa a pena é aumentada da metade se o agente não procura diminuir as conseqüências do seu ato.

    CAPÍTULO III
    DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

    Art. 7º Os crimes previstos nesta Lei são inafiançáveis e imprescritíveis, na forma do art. 5º, XLII, da Constituição Federal.

    Art. 8°. A concorrência de motivos diversos ao preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, descendência ou origem nacional ou étnica, não exclui a ilicitude dos crimes previstos nesta Lei.

    Art. 9°. Nas hipóteses dos artigos 2º e 5º, o juiz pode determinar, ouvido o Ministério Público ou a pedido deste, ainda antes do inquérito policial, sob pena de desobediência:
    I – o recolhimento imediato ou a busca e apreensão dos exemplares do material respectivo;
    II – a cessação das respectivas transmissões radiofônicas ou televisivas;
    III – a suspensão das atividades da pessoa jurídica que servir de auxílio à associação criminosa.
    Parágrafo único. Constitui efeito da condenação, após o trânsito em julgado da decisão, a destruição do material apreendido e a dissolução da pessoa jurídica que servir de auxílio à associação criminosa.

    Art. 11. São revogadas a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989 e o artigo 140, § 3°, do Decreto-Lei n° 2.848, de 7 de dezembro de 1940 –Código Penal .

    Art. 12. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

    Sala da Comissão, em 10 de julho de 2007.
    Deputada JANETE ROCHA PIETÁ
    Relatora"

|Pátio Gospel Noticias


Continue lendo >>