Páginas

10 de mai de 2011

Jean Wyllys acusa igreja de querer criar uma teocracia


O deputado federal Jean Wyllys(PSOL-RJ), voltou a se envolver em uma polemica e desta vez não é com os evangélicos, mas sim com os católicos. Ele afirmou que a crítica da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – a de que a aprovação da união entre casais do mesmo sexo pelo STF vai acabar com a família – demonstra que a Igreja Católica quer transformar “um Estado democrático de direito laico em uma teocracia”.
Para ele, a entidade está sendo hipócrita. “A CNBB tem um problema gravíssimo para se preocupar, que são as denúncias de pedofilia contra padres. Ela deveria se preocupar com a proteção das criança e adolescentes.”
Wyllys disse ter formação católica e que participou de pastorais em Alagoinhas (BA), onde nasceu. Por isso ele se declara “espantado” com a defesa da CNBB pela limitação da pluralidade da condição humana. “Os cristãos que realmente seguem os princípios do cristianismo têm respeito pelo próximo.”
Durante entrevista a uma emissora de radio da Bahia, ele se recusou a comentar a declaração do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) segundo a qual o movimento gay agora vai lutar pela aprovação da pedofilia.
“Com argumentos pífios como os dele, seria burrice e estupidez comentá-los.”
Fonte: Agência Câmara, via Paulopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário