Páginas

28 de mai de 2011

Dilma fala que kit anti-homofobia fazia propaganda homossexual

A presidente Dilma Rousseff afirmou que não aprova o kit anti-homofobia porque o governo não pode interferir na vida privada dos brasileiros. “O governo defende a educação e também a luta contra práticas homofóbicas. No entanto, não vai ser permitido a nenhum órgão do governo fazer propaganda de opções sexuais”, afirmou.


Segundo Dilma, a função do governo é apenas educar para que se evite agressões e desrespeitos à diferença. “Nós não podemos interferir na vida privada das pessoas. Agora, o governo pode sim fazer uma educação de que é necessário respeitar a diferença, que você não pode exercer práticas violentas contra aqueles que são diferentes de você”, disse.


O kit seria composto por vídeos que tratavam de transexualidade e bissexualidade e deveriam ser exibidos e debatidos em salas de aula do ensino médio no segundo semestre de 2011. O objetivo do material, composto de três filmes e um guia de orientação aos professores, seria trazer para o ambiente de 6 mil escolas o “tema gay” como forma de reconhecimento da diversidade sexual e enfrentamento do preconceito.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que os vídeos do kit anti-homofobia poderão ser integralmente refeitos. O material será avaliado pelo ministério e pela Presidência da República para que seja refeito, mas ainda não será distribuído.

G1|Pátio Gospel Noticias


Nenhum comentário:

Postar um comentário