Páginas

26 de abr de 2011

Cristãos são presos por participarem de culto de Páscoa

Apesar dos apelos dos grupos de liberdade religiosa, as autoridades chinesas continuaram sua ofensiva a uma Igreja cristã impedindo centenas de cristãos de realizar o culto de Páscoa ao ar livre no domingo.
Policiais uniformizados e à paisana esperam os membros da Igreja Shouwang, um grupo de protestantes, se reunirem para um culto de Páscoa ao ar livre em um parque rodeado por uma cerca de metal recém-construída perto de uma zona comercial de Pequim. Foram detidos dezenas de pessoas e cerca de 500 foram confinados em suas casas de acordo com a China Aid Association.
“Estamos profundamente decepcionados que as autoridades chinesas tenham decidido interromper adoradores pacíficos que foram simplesmente celebrar a Páscoa hoje,” disse Bob Fu, fundador da China Aid e pastor presidente, em um comunicado neste domingo.
“Ao fazer isso, o governo chinês mais uma vez demonstra seu total desrespeito à liberdade dos cidadãos chineses de base religiosa e liberdade de culto. Continuamos a exortar o mundo livre a se manter firme em solidariedade aos fiéis perseguidos na China”, afirmou Bob.
Esta é a terceira semana consecutiva em que os membros da Shouwang foram impedidos de cultuar. Embora consciente dos riscos, a Igreja evangélica começou a agendar cultos ao ar livre este mês, já que após a intervenção do governo tornou-se impossível para a Igreja garantir um local fechado para reunião. A Shouwang tem sido expulsa de vários locais alugados.
 Fonte: Gospel +

Nenhum comentário:

Postar um comentário